“CALMA, QUE ELE VAI ESTAR LÁ!”

À segunda é de vez.


            Rui Jorge e a selecção portuguesa de sub-21 voltaram a qualificar-se sem derrotas para o Europeu da categoria. Desta vez vão defender o segundo lugar conseguido no Europeu anterior e tentarem ser campeões da Europa de sub-21 imitando a selecção sénior.
          Rui Jorge volta a ter à sua disposição um excelente lote de jogadores para atacar o título e depois do triste final que teve o último Europeu, derrota amarga nos penaltis frente à Suécia, Rui Jorge vai decidido a trazer o título para Portugal.
           Fiel ao seu 4-4-2 com dois atacantes rápidos e com um excelente sentido de desmarcação, que fazem de Portugal uma equipa perigosíssima nos contra-ataques contando com 4 médios mais tecnicistas e com boa capacidade de desarme, que fazem do meio campo português, um meio campo muito coeso, pelo qual é muito difícil para os adversários passar, com a defensiva muito bem organizada e com laterais muito ofensivos como é característicos das suas equipas Rui Jorge prova que foi uma aposta ganha pela seleção a renovação do seu vinculo contratual.
          Portugal é neste momento uma selecção com muitos jogadores jovens de valor e a jogarem em excelentes equipas não só em Portugal como no estrangeiro o que faz com que Rui Jorge tenha à sua disposição um lote alargado de opções para convocar.
          Mas não é só nos capitulo tático que Rui Jorge fez com que os sub-21 melhorassem muito foi também a forma como confia e acredita no talento dos seus jogadores e que eles são capazes do melhor possível, nunca se inibiu de transmitir confiança e o conhecimento que tinha como ex-futebolistas aos seus pupilos.
          Rui Jorge é um dos rostos principais da nova fornada de treinadores portugueses que estão a começar a dar cartas nos principais clubes portugueses e no caso dele na seleção .Reconhecido como um metódico com uma excelente capacidade de comunicação tem tudo para aspirar a voos mais altos quando assim o desejar.

Comentários