11 contra 11 e no fim já não ganha a Alemanha.

Negócios da China



          A China decidiu fazer um forte investimento no futebol vendo os seus clubes a serem protagonistas das transferências mais baladas dos últimos mercados devido ao facto de pagarem salários astronómicos aos futebolistas que contratam.
            Apesar deste investimento a verdade é que a China ainda não conseguiu contratar nenhum jogador que fosse titular numa grande equipa europeia pois esses jogadores ainda não foram atraídos pelas propostas que a China faz.
           Na realidade a China só conseguiu bons jogadores que estavam em boas equipas mas em campeonatos com pouca competitividade ou jogadores que não eram opção para as equipas em que estavam; no entanto muitos destes jogadores rejeitaram propostas de grandes clubes europeus para se juntar às equipas chinesas estagnando, assim, a nível futebolísticos mas saindo muito beneficiados a nível económicos pois os novos salários que recebem são consideravelmente superiores aos que recebiam.
            O caso mais estranho foi o de Carlos Tevez que quando se transferiu para o Boca Juniors disse que não lhe interessava o dinheiro que recebia e que repudiava quem ia para os clubes por dinheiro e agora assina um contrato chorudo na China.
          Outro caso que me deixou surpreendido foi o de Axel Witsel que com uma proposta daJuventus que é um clube que está constantemente nas oito melhores equipas da Liga dos Campeões, que é campeã de uma das melhores ligas do mundo, Liga Italiana, prefere ir para a liga chinesa que é uma liga que ainda está em formação.
            Antigamente dizia-se que a Liga Americana era para onde os grandes jogadores iam quando a sua carreira estava quase a acabar pois continuavam a receber um bom salario numa liga não tão competitiva como a que estavam antes de se transferirem para lá. Agora parece que a Liga Chinesa vai substitui-la e que não é preciso estar em fim de carreira para ir para esta liga - basta colocar a vertente económica em primeiro lugar.

Comentários