11 contra 11 e no fim já não ganha a Alemanha.

E está de volta Falcão.



  Como fã de futebol é com enorme satisfação que vejo Radamel Falcão de volta à boa forma e aos habituais golos.
   Falcão é o melhor marcador do Mónaco e está a provar a toda a gente ainda é um dos pontas de lança mais mortíferos da actualidade; como prova mais recente desse facto ficam os dois golos apontados contra o Manchester City na terça passada.
  Após passagens sem sucesso pelo Manchester United e pelo Chelsea neste caso pela falta de oportunidades e no Manchester pelos poucos golos que marcou ao longo da temporada.
  Após o regresso ao Mónaco esta temporada, e muito trabalho, Falcão conseguiu provar que ainda podia ser útil à equipa e que podia ser o Falcão com boa capacidade de remate, de desmarcação, capaz de marcar golo de qualquer forma e feito que tinha sido no Atlético de Madrid e no Porto onde foi crucial para a vitória na Liga Europa por parte de ambos os clubes.
  Além de ser um matador, Falcão tem um papel diferente esta época pois é o capitão de equipa do Mónaco e um dos jogadores mais experientes do balneário e parece estar a conseguir fazer um excelente trabalho a guiar os companheiros pois o clube tem feito boas exibições e tem conseguido bons resultados em todas as competições em que participa. Um das vantagens que tem a seu favor é que consegue provar com o seu exemplo que nunca devemos desistir de nós próprios e não ligar a quem nos desmoraliza pois somos sempre capazes de mais e melhor.
   Falcão é um dos maiores exemplos de superação no futebol e após dois anos de calvário voltou a fazer jus à sua alcunha “El Tigre” que tão bem o caracteriza em campo.


Comentários