Merecias mais Patrício.

Escolhido pela Mística.

    
     
     Sérgio Conceição foi o escolhido pelo Porto para ser o seu treinador na época de 2017/2018.
    Tem pela frente a árdua tarefa de fazer regressar o Porto aos títulos depois de 4 anos seguidos sem vencer o campeonato.
    Sérgio Conceição chega ao Porto depois de uma excelente época no Nantes, mas também de sair do Braga por problemas com o presidente e de ter feito uma época razoável com o Vitória de Guimarães.
    Sérgio é um técnico direto, frontal, no entanto é um técnico com pouco currículo, escolhido pela ligação aos anos de glória do clube e que será capaz de transmitir isso aos jogadores para que estes sejam capaz de perceber essa grandeza.
    A meu ver o Porto precisa de um técnico capaz de entender o jogo e de arranjar soluções consoante os diferentes contextos de jogo não se sabendo se Conceição será capaz de o conseguir.
Conceição fez um discurso ambicioso na sua apresentação mostrando confiança no seu trabalho e no de todos os que o rodeiam.
   O primeiro grande desafio vai ser escolher quem fica no plantel, quem é vendido e quem é para emprestar e depois desta seleção ver quem são os jogadores a contratar para atacar a nova temporada.
   A grande incógnita será qual o sistema tático que vai utilizar pois apesar do Porto de Nuno jogar muitas vezes em 4-4-2 ou em 4-2-3-1 o sistema tático que mais títulos deu ao Porto foi o 4-3-3.              Tendo que se aguardar pelos primeiros jogos para perceber a forma como vai abordar a nova temporada.
    O fantasma que vai pairar sobre Sérgio Conceição é o de não ter sido primeira escolha para o cargo, algo que é facilmente esquecido se no fim da época o Porto voltar a ser campeão nacional.

      Vamos ver como corre a época ao Porto e a Sérgio Conceição.

Comentários