A magia da unidade de treino!

Deixem-no mostrar o seu melhor.



O internacional português de 24 anos, André Gomes, apresentou-se em grande forma ao serviço do Benfica. Foi de Portugal para a Espanha, para representar o Valência. Aí tornou-se num dos pilares da equipa, muito devido à liberdade que lhe era dada para poder progredir no terreno com a bola controlada, desequilibrando as defesas e o meio campo das equipas contrárias. Estes bons desempenhos fizeram com que Fernando Santos o chamasse à seleção nacional, onde se tornou campeão europeu. Mostrando a sua grande qualidade por onde tinha passado, o destino seguinte foi o Barcelona. Porém, desde a sua chegada na temporada passada, não tem tido muito apoio por parte dos adeptos. Este último jogo contra o Atlético de Madrid é um exemplo disso mesmo, com os adeptos blaugrana a assobia-lo, atitude que foi contestada dado o desagrado de Ter Stegen e de Ernesto Valverde.
Além dos assobios dos adeptos, vemos as imprensas internacional e nacional a criticarem o internacional português. Por outro lado, o que não se vê com regularidade, em nenhuma dessas críticas, é a explicação para esses maus desempenhos, ou, a solução para melhorar os mesmos.
É de referir que, apesar de todas as criticas de que tem sido alvo, felizmente, ainda há quem o defenda, como é o caso do seu treinador de clube. Este já disse que contava com ele no seu plantel, chegando mesmo a dizer que é um extraordinário jogador.
Realmente André Gomes é um jogador com uma enorme qualidade, e não consegue mostrar toda a sua qualidade no Barcelona porque é um dos jogadores que é sacrificado em prol da equipa. Não vemos o internacional português a ter a tal liberdade que já foi referida, liberdade essa que necessita para elevar o seu jogo para patamares mais elevados. Quando joga, não passa tempo suficiente com a bola em sua posse para poder progredir no terreno, pois é necessário que a troque rapidamente, sendo este o estilo de jogo do Barcelona. Quando se impede um jogador de recorrer às suas melhores capacidades, como é obvio o seu desempenho vai cair. Por exemplo, se se pedisse a Xavi Hernandez que progredisse no terreno em velocidade com a bola controlada para provocar desequilíbrios, não iria ter as fantásticas prestações que teve ao longo da sua carreira, devido á sua fantástica visão de jogo e a sua extraordinária qualidade de passe, pois eram estes, dois dos seus pontos mais fortes.
Assim sendo, dizer que André Gomes não se encaixa no estilo de jogo do Barcelona é uma coisa, outra é dizer que não é um bom jogador. Acredito que se encaixaria muito melhor numa equipa da Premier League, pois aí poderia explorar a suas melhores capacidades, podendo progredir no terreno com bola controlada para provocar os tais desequilíbrios em equipas adversárias e demonstrando assim de uma vez por todas a sua enorme qualidade.

Comentários